Mundo

Democratas e republicanos anunciam acordo provisório sobre muro exigido por Trump

T.J. Kirkpatrick / Bloomberg POOL

Negociadores democratas e republicanos anunciaram um princípio de acordo sobre o muro que o Presidente dos Estados Unidos reinvindica na fronteira com o México, mas a verba está longe da reclamada por Donald Trump. Quase quatro vezes menos do que Donald Trump pedia.

Os representantes dos dois partidos, segundo fontes citadas pelas agências noticiosas Associated Press e Efe, terão chegado a um entendimento provisório que prevê uma verba próxima dos 1,3 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros) para construir 88,5 quilómetros de muro, longe dos 5,7 mil milhões exigidos pelo Presidente norte-americano e que motivaram a maior paralisação parcial dos serviços federais nos EUA ('shutdown'), que durou 35 dias.

Trump disse aos seus apoiantes em El Paso que o seu Governo já construiu "uma grande parte" do muro e que agora quer "terminar" e "rápido" aquela infraestrutura.

Contudo, a verba de 1,6 mil milhões de dólares que Trump conseguiu obter do Congresso em 2017 está a ser investida no reforço de estruturas já existentes e não para estender a vedação ao longo da fronteira.

O acordo desta segunda-feira prevê uma vedação de metal ou outros tipos de novas cercas, não uma parede betão.

A vedação será construída no Vale do Rio Grande, no Texas, e o pacto inclui um montante destinado a garantir outras medidas de segurança, incluindo uma triagem avançada na entrada na fronteira, noticia a AP.

  • Número de recuperados da Covid-19 em Portugal quase duplica

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 16 óbitos e 452 infetados em relação a ontem. A taxa de aumento diário de casos é de 4%, a mais baixa desde o início da pandemia. O número de recuperados subiu de 75 para 140. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes associadas ao novo coronavírus, o valor mais baixo num só dia desde 24 de março. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias