Mundo

Papa compara abusos sexuais a crianças a sacrifícios dos ritos pagãos

Vincenzo Pinto/ AP

Francisco encerra hoje a cimeira sobre abusos sexuais de menores por membros do clero, que reúne no Vaticano desde quarta-feira 190 representantes da hierarquia da Igreja e vítimas.

O Papa Francisco comparou hoje os abusos sexuais perpetrados sobre os menores ao "sacrifício" de crianças dos "ritos pagãos", falando no último dia da cimeira dedicada ao assunto que decorreu no Vaticano.

"Isso lembra-me a prática religiosa cruel, que prevalecia no passado em algumas culturas, de oferecer seres humanos -- especialmente crianças -- como sacrifícios em ritos pagãos", disse o Papa.


O chefe da Igreja Católica insistiu bastante na presença do "mal", considerando que o clero ao ser culpado de tais atos se tornou "um instrumento de satanás".

"A desumanidade do fenómeno ao nível mundial torna-se ainda mais grave e mais escandaloso na igreja, [pois está] em contradição com a sua autoridade moral e a sua credibilidade ética. A pessoa consagrada, escolhida por Deus para guiar as almas para a salvação, deixa-se escravizar por sua própria fragilidade humana, ou pela sua própria doença, tornando-se um instrumento de Satanás", disse Francisco.

"Nos abusos, vemos a mão do mal que nem poupa a inocência das crianças", acrescentou.

Lusa