Mundo

Avião da Etiópia Airlines despenhou-se com 157 pessoas a bordo

Tim Chong

157 pessoas de 33 nacionalidades morreram em queda de um Boeing 737 da Ethiopian Airlines.

Última atualização 12:30

A Ethiopian Airlines revela que há, entre as vítimas da queda do aparelho, cidadãos quenianos, etíopes, britânicos, franceses, americanos e canadianos. A televisão estatal de Pequim também anunciou que oito passageiros que viajavam no Boing 737 eram de nacionalidade chinesa.

O Governo português está a acompanhar a ocorrência através da representação diplomática em Nairóbi. Desconhece-se para já se há portugueses entre as vítimas da queda do avião.

A aeronave terá caído seis minutos após a descolagem, da capital da Etiópia, por volta das 8h30, hora local, 5h30 em Lisboa.

Um vídeo da Flightradar e mostra o curto percurso que o avião fez até cair.

Governo da Etiópia emitiu uma mensagem de condolências para as famílias das vítimas do acidente.

A bordo seguiam 149 passageiros e 8 membros da tripulação. Não há, para já, nenhuma informação quando às causas do acidente. O aparelho, um 737 da Ethiopian Airlines tinha como destino Nairóbi, a capital do Quénia.

A Ethiopian Airlines é membro da Star Alliance (a mesma que integra a transportadora portuguesa TAP) desde dezembro de 2011 e, de acordo, com o 'site' da aliança, trata-se da companhia de bandeira da Etiópia e líder em África.


A Ethiopian Airlines foi fundada em 21 de dezembro de 1945 e a sua rede abrange Europa, América do Norte, América do Sul, África, Médio Oriente e Ásia, ligando as cidades em todo o mundo.