Mundo

Guiadó denuncia detenção do seu chefe de gabinete

O líder da oposição venezuelana discursa à imprensa, em Caracas.

Raul Martinez

Os serviços secretos venezuelanos fizeram buscas nas casas de duas figuras importantes da oposição.

O autoproclamado Presidente interino da Venezuela denunciou no Twitter a detenção do seu chefe de gabinete Roberto Marrero.

Guaidó faz eco das palavras publicadas no Twitter pelo deputado Sergio Vergara. "Esta madrugada o regime usurpador vasculhou ilegalmente a minha casa e a de Roberto Marrero, chefe de gabinete do Presidente Guaidó. Sequestraram-no e semearam armas".

Os serviços secretos da Venezuela SEBIN fizeram buscas nas casas tanto de Sergio Vergara como de Roberto Marrero, tendo levado este último e o motorista de Vergara. As residências situam-se perto uma da outra no bairro Las Mercedes em Caracas.

Vergara e Marrero acompanharam Guaidó na recente digressão pela América Latina para angariar apoios com vista a tirar Maduro do poder e convocar eleições.

Roberto Marrero, advogado e assessor de Juan Guaidó

Roberto Marrero, advogado e assessor de Juan Guaidó

MIGUEL GUTIERREZ / EPA

  • Os populismos crescentes "não são apenas um problema europeu"
    2:01
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30