Mundo

Cheias matam 32 pessoas na África do Sul

Rogan Ward

As chuvas atingiram o sul e leste da África do Sul.

As cheias na província sul-africana da KwaZulu-Natal (nordeste) provocaram 32 mortos, de acordo com uma responsável local, citada hoje pela televisão estatal da África do Sul, a SABC.

"O número total [de vítimas] que temos agora situa-se em 32", disse Nomusa Dube-Ncube, membro do comité executivo da província.

A responsável refere que este número diz respeito às regiões de Chatsworth e Pinetown - as mais afetadas - e Marianhill, New Germany, Shallcross e Umlazi. O Governo refere que pelo menos 145 pessoas estão deslocadas devido às inundações.

A SABC aponta que as chuvas que atingiram a região terão inundado e bloqueado estradas, assim como provocado o colapso de edifícios.

Os serviços meteorológicos sul-africanos emitiram um aviso de que mais chuvas deverão afetar a região.

Os deslocados provocados pelas cheias serão temporariamente alojados em centro comunitários, onde lhes será prestada assistência.Dube-Ncube acrescentou que equipas de gestão de desastre estão no terreno a acompanhar as vítimas.

"Temos informações dos Serviços Meteorológicos Sul-Africanos de que durante a tarde as chuvas voltarão e esperamos cerca de 60% de chuva. De momento, estamos com chuvas de 300 mm. Muitas paredes ruíram, muitas margens colapsaram, causando o colapso de outras casas. Neste momento tempos o Departamento de Estradas, o Departamento de Fixação Humana, a Polícia Metropolitana (...) e todos os serviços de emergência foram ativados", referiu a responsável.

As chuvas atingiram o sul e leste da África do Sul durante o fim-de-semana e durante a noite de segunda-feira para terça-feira.

Lusa