Mundo

Pela primeira vez em 200 anos, um imperador vai abdicar do trono 

Handout .

É um dia histórico no Japão.

Akihito de 85 anos, decidiu terminar o reinado devido a problemas de saúde e por considerar que já não conseguia exercer as funções em pleno. Abdica assim a favor do filho mais velho, Naruhito.

Esta é a monarquia reinante mais antiga do mundo que inicia assim uma nova era, a da “Bela Harmonia”, que acaba com o chamado império de Conclusão da Paz, que durou 30 anos.

Jeff Kingston, diretor de estudos asiáticos da Universidade de Temple explica o legado deixado pelo atual imperador Akihito.

Os japoneses despedem-se esta terça-feira dos imperadores que governaram o país durante três décadas.