Mundo

Irão ameaça voltar ao nuclear em Julho se não for protegido das sanções dos EUA 

Irão ameaça voltar ao nuclear em Julho se não for protegido das sanções dos EUA 

É a resposta de Teerão à saída dos Estados Unidos do acordo, há um ano.  

Um ano depois de Washington ter rasgado o acordo internacional que travava a eventual produção de uma bomba atómica, o Presidente iraniano anuncia que o país vai reativar dois componentes do programa nuclear.

Num discurso à nação, Hassan Rouhani avisou que os países que se mantêm no acordo têm 60 dias para proteger Teerão das sanções norte-americanas. França, Alemanha, Reino Unido, China e Rússia têm dois meses para encontrar uma solução.