Mundo

Arábia Saudita denuncia "atos de sabotagem" contra dois petroleiros ao largo dos EAU

Hasan Jamali

Anúncio surge depois dos aliados regionais dos EAU terem condenado a sabotagem de quatro navios comerciais de várias nacionalidades.

A Arábia Saudita denunciou hoje "atos de sabotagem" contra dois dos seus petroleiros ao largo da costa dos Emirados Árabes Unidos (EAU), noticiou a agência de notícias saudita SPA.

"Dois petroleiros sauditas foram sabotados na zona económica exclusiva dos EAU, ao largo da costa do Emirado de Fujairah, quando estavam prestes a entrar no Golfo da Arábia", indicou o ministro Energia saudita, Khalid al-Falih, citado pela SPA.

A declaração surge depois dos aliados regionais dos EAU terem condenado, no domingo, a sabotagem de quatro navios comerciais de várias nacionalidades ao largo da costa da cidade portuária de Fujairah.

Por seu turno, os Estados Unidos advertiram que "o Irão ou os seus representantes" poderiam estar a atacar o tráfego marítimo na região.

As tensões entre os dois países aumentaram desde que o Presidente norte-americano, Donald Trump, retirou o país do acordo nuclear de 2015, restaurando as sanções norte-americanas que levaram a economia do Irão à crise.

Na semana passada, o Presidente do Irão, Hassan Rohani, deu 60 dias às potências mundiais para se negociar um novo acordo nuclear, adiantando que se tal não acontecer retomará o enriquecimento do urânio.

A União Europeia pediu imediatamente ao Irão que continue a respeitar as suas obrigações ao nível do programa nuclear e rejeitou "qualquer tipo de ultimato", comprometendo-se a "continuar os esforços para permitir a continuação do comércio legítimo" com Teerão.

Lusa

  • Mourinho procura clube e rejeita, para já, treinar seleções
    7:14
  • Como não gastar dinheiro com os números começados por 707
    6:46