Mundo

Suécia reabre caso de violação contra Assange após pedido da advogada da vítima

Suécia reabre caso de violação contra Assange após pedido da advogada da vítima

A defesa da vítima alerta que o prazo para agir criminalmente está a terminar.

A Procuradoria em Estocolmo reabriu o processo de violação contra Julian Assange por suspeitas de violação. A decisão foi tomada depois de o fundador do WikiLeaks ter sido detido por violação das condições da liberdade condicional.