Mundo

Taiwan quer comprar tanques, mísseis e sistemas de defesa antiaérea aos EUA

Handout .

Se a venda se realizar, poderá agravar as relações entre Washington e Pequim.

Taiwan quer comprar mais de 100 tanques aos Estados Unidos, bem como sistemas de defesa antiaérea e mísseis antitanques, informou hoje o Ministério da Defesa, uma venda de armas que deverá agravar as tensões entre Washington e Pequim.

O Ministério da Defesa anunciou ter enviado um pedido de 108 tanques M1A2 Abrams de última geração, 1.240 mísseis antiblindagem TOW, 409 mísseis antitanque Javelin e 250 sistemas portáteis de defesa aérea Stinger.

Os Estados Unidos são o principal fornecedor de armas de Taiwan.

Os M1 Abrams representam uma atualização significativa dos antigos tanques que o Exército de Taiwan dispõe atualmente.

A agência de notícias Associated Press noticou que que Taiwan também estará interessado em adquirir 66 caças F-16.

Washington rompeu relações diplomáticas com Taipé em 1979 para reconhecer Pequim, mas continua a ser o aliado mais poderoso da ilha.

Taiwan, onde se refugiou o antigo governo nacionalista (Kuomintang) chinês, liderado por Chiang Kai-shek (1887-1975), depois de o Partido Comunista tomar o poder no continente, em 01 de outubro de 1949, assume-se como República da China, e funciona como uma entidade política soberana.

A República Popular da China vê a ilha como parte do seu território e defende uma "reunificação pacífica", mas ameaçou "usar a força" caso Taiwan declare independência.

Lusa

  • Olhá Festa em Pinhel
    11:51