Mundo

Novo muro de proteção em torno da Casa Branca começa a ser construído no verão

Alexander Drago

O modelo da nova barreira foi aprovado em 2017 pela Comissão de Belas Artes e a Comissão de planeamento da capital.

Os Serviços Secretos dos EUA anunciaram hoje o reforço para breve dos muros e vedações que rodeiam a Casa Branca em Washington, que vão ser aumentados para 3,96 metros, contra os atuais 1,83 metros.

A agência federal, dependente do Departamento de Segurança Interna e responsável pela proteção do Presidente, recusou avançar com mais detalhes sobre este projeto de construção que na prática vai criar uma nova barreira em torno do edifício presidencial.

O Serviço Nacional de Parques, responsável pela manutenção da Casa Branca e dos seus sete hectares de terrenos também está envolvido no projeto.

O modelo da nova barreira foi aprovado em 2017 pela Comissão de Belas Artes e a Comissão de planeamento da capital.

O contrato foi estabelecido em junho de 2018 por 64 milhões de dólares (56,8 milhões de euros) e os trabalhos de construção, que devem iniciar-se no verão, deverão prolongar-se até 2021, referiram os Serviços Secretos.

O novo muro de proteção deverá ter uma distância de 12,7 centímetros entre cada gradeamento.

A construção inicial vai concentrar-se em torno da Casa Branca e nas proximidades. Mais tarde, serão efetuados melhoramentos em torno do Departamento das Finanças e no Edifício Eisenhower, localizados junto da Casa Branca.

Lusa