Mundo

Parlamento da Venezuela pede investigação internacional a morte de militar

A oposição do presidente Nicolás Maduro considera que o militar foi torturado até à morte.

O Parlamento da Venezuela vai pedir à Organização das Nações Unidas (ONU) e ao Tribunal Penal Internacional uma investigação à morte de um militar que estava sob custódia do governo e a ser investigado por suspeita de conspiração.

O parlamento vai pedir uma equipa forense internacional e independente que determine as causas de morte do capitão Rafael Arévalo, ocorrida no sábado, e apela à ONU é àquele tribunal internacional que exijam prova de vida aos presos políticos venezuelanos.

Apela ainda para que as organizações internacionais façam uma investigação imparcial aos alegados casos de tortura e desaparecimentos dentro das Forças Armadas, lideradas por "chavistas e anti-imperilaistas".

De acordo com a imprensa venezuelana, Rafael Arévalo foi detido no passado dia 21 de junho por elementos da Direção-Geral de Estratégia Militar sem que tenham sido referidos os motivos.


Lusa