Mundo

Casa Branca foi palco de momento insólito com antiga escrava do Daesh

Casa Branca foi palco de momento insólito com antiga escrava do Daesh

Trump recebeu vários sobreviventes e mostrou não estar a par dos vencedores do Prémio Nobel.

O Presidente dos Estados Unidos recebeu na Sala Oval da Casa Branca um grupo de sobreviventes de perseguição religiosa. Entre eles estava uma ativista yazidi que foi raptada, violada e escravizada pelo Daesh.

Nadia Murad tem exposto o genocídio perpetuado pelo Daesh no Iraque e ganhou, em conjunto com o cirurgião congolês Denis Mukwege, o prémio Nobel da Paz em 2018.

Protagonizando um momento insólito, Trump perguntou-lhe por que razão recebeu o prémio.