Mundo

Princípe André "chocado" com vídeo que o coloca na mansão de Jeffrey Epstein

Mail on Sunday

Jeffrey Epstein suicidou-se na cela onde estava detido, em Manhattan, enquanto aguardava julgamento por envolvimento numa rede de tráfico de menores.

O príncipe André, de 59 anos, ficou "chocado" com imagens suas que foram divulgadas na mansão do milionário Jeffrey Epstein, em 2010, dois anos após a primeira condenação do norte-americano.

"O duque de York está chocado pelas recentes revelações sobre os crimes cometidos por Jeffrey Epstein. Sua alteza despreza a exploração de qualquer ser humano e a insinuação de que ele perdoa, participa ou encoraja qualquer tipo de comportamento relacionado é horrível", referiu o Palácio num comunicado publicado, no The Daily Telegrah.

O vídeo divulgado pelo jornal britânico "The Mail on Sunday" mostra o filho da Rainha Isabel II a despedir-se de uma jovem mulher, à porta da mansão, através de uma porta semi-aberta.

Uma hora antes, Jeffrey Epstein tinha sido visto a abandonar a mansão na companhia de uma jovem loira.

No mesmo ano do vídeo, os dois foram vistos a passear em Central Park e a amizade entre o princípe André e Jeffrey Epstein foi muito criticada.

Em 2015, o princípe André também foi acusado de abuso sexual de menores, nos Estados Unidos, mas o envolvimento foi desmentido pelo Palácio de Buckingham.

Jeffrey Epstein suicidou-se a 10 de agosto, na cela onde estava detido, no Metropolitan Correctional Center, em Manhattan, enquanto aguardava julgamento por envolvimento numa rede de tráfico de menores.