Mundo

As pessoas obesas são "um fardo para a família e para o Estado"

https://www.facebook.com/RehamSaeedOfficial/

As declarações da apresentadora Reham Saeed causaram uma onda de críticas nas redes sociais, e esta acabou mesmo por ser suspensa.

A apresentadora Reham Saeed, da televisão Egípcia, foi suspensa depois de ter feito comentários controversos sobre pessoas com obesidade.

No seu programa, Sabaya na al-Hayah TV, a apresentadora disse que os obesos são "um fardo para a família e para o Estado", avançou a BBC.

Reham Saeed disse também que muitas mulheres com excesso de peso perdiam os seus traços femininos e a sua felicidade devido "às toxinas no corpo".

Para além disso, afirmou que os homens não se sentem atraídos por mulheres com excesso de peso e que, regularmente, deixavam as mulheres que eram obesas ou terminavam o noivado.

A apresentadora egípcia já veio defender os comentários que fez, na página do instagram, onde anunciou também que se ia aposentar.

"Estou cansada porque sempre que alguém me quer prejudicar, eles criam uma campanha mediática contra mim e contam histórias falsas às pessoas."

"Estou farta disto, e chegou a altura de eu tomar conta dos meus filhos" acrescentou Reham Saeed, que garante que ajudou pessoas com obesidade, ao longo de 12 anos.

Os comentários vêm na sequência do pedido do Presidente Abdul Fattah al-Sisi para os habitantes perderem peso. Em 2018, ele apelou aos egípcios que tomassem melhor conta de si mesmos.

As palavras da apresentadora causaram uma onda de críticas nas redes sociais. Mas esta não é a primeira vez que os seus comentários causam controvérsia.

Durante uma visita aos refugiados sírios, esta descreveu-os como desrespeitosos, e, em outro incidente, decidiu tirar uma ateísta do seu programa, apesar desta ter sido convidada a falar, precisamente, do seu ateísmo.