Mundo

Estudo sobre a temperatura dos testículos vence Ig Nobel

Brian Snyder

Sabia que a temperatura dos testículos está diretamente relacionada com a fertilidade?

Um estudo que mede a diferença de temperatura entre os testículos direito e esquerdo é um dos vencedores dos Ig Nobel deste ano, que distinguem as descobertas científicas mais bizarras do ano. A cerimónia realizou-se esta sexta-feira na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Os especialistas em fertilidade Roger Mieusset e Bourras Bengoudifa mediram a temperatura dos testículos dos carteiros franceses, nus e vestidos, bem como os dos motoristas de autocarros enquanto estavam sentados, avança a BBC.

Apesar do caráter divertido associado a estes prémios, as pesquisas nomeadas devem cumprir rigor científico. No caso deste estudo, que foi publicado no Journal of Human Reproduction, os investigadores concluíram que há uma diferença de temperatura entre os testículos, sendo que o esquerdo tem, geralmente, uma temperatura mais alta em relação ao direito, mas apenas quando os carteiros e os motoristas estavam vestidos.

Sabe-se que a temperatura dos testículos está diretamente relacionada com a fertilidade e que a qualidade de esperma dos homens ocidentais está em declínio, mas pouco se sabe como melhorá-lo.