Mundo

Parlamento Europeu levanta questões sobre comissária portuguesa Elisa Ferreira

TIAGO PETINGA

Questionam o facto de a anterior vice-governadora do Banco de Portugal deter ações no grupo Sonae.

Fontes parlamentares indicaram à agência Lusa que o nome de Elisa Ferreira não teve, para já, 'luz verde' dos eurodeputados desta comissão parlamentar, sendo que a futura comissária portuguesa tem de responder às dúvidas colocadas até dia 25 de setembro, próxima quarta-feira.


Já até dia 27 de setembro, os eurodeputados da comissão de Assuntos Jurídicos analisam tal resposta e tomam uma decisão, que é remetida à comissão que vai ouvir Elisa Ferreira, do Desenvolvimento Regional.


Isto implica, na prática, que Elisa Ferreira tenha de vender as ações que detém na Sonae, adiantaram as mesmas fontes.


A comissão de Assuntos Jurídicos esteve reunida esta manhã à margem da sessão plenária do Parlamento Europeu, que decorreu na cidade francesa de Estrasburgo.

Lusa