Mundo

Obra de Banksy de refugiado em colete salva-vidas submersa pelas cheias em Veneza 

Twitter @EmanueleBrunno

Águas chegaram a uma altura de 160 centímetros.

Uma obra de Banksy que retrata um jovem refugiado com um colete salva-vidas ficou parcialmente submersa naquelas que são consideradas as maiores cheias dos últimos 50 anos em Veneza.

Fotografias do mural tiradas por Antonio Renna, que vive na zona de Campo Santa Margherita, mostram a obra praticamente tapada pela água, que chegou a uma altura de 160 centímetros.

A obra foi descoberta no início deste ano e as suspeitas de que pertenceriam a Banksy foram confirmadas em maio, depois do artista publicar uma imagem da mesma na sua conta de Instagram.

Um porta-voz do Ministério da Cultura italiano explicou à CNN que o ministro irá reunir com as autoridades esta sexta-feira para avaliar os danos causados pelas cheias.

  • "Ele deu-me um soco! É uma vergonha": treinador do Belenenses SAD admite que foi agredido
    0:36