Mundo

Trump critica declarações de Macron que afirmou que a NATO está em "morte cerebral"

Kevin Lamarque

"Creio que é um insulto e fiquei surpreendido", disse o Presidente dos EUA.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, considerou "desagradável" e "uma falta de respeito" a posição do Presidente francês que afirmou recentemente que a NATO está em estado de "morte cerebral".

Trump iniciou com esta resposta uma conferência de imprensa conjunta com o secretário geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg, antes do início dos trabalhos da cimeira da organização, em Londres.

A cimeira assinala os 70 anos da Aliança Atlântica e decorre até quarta-feira.

"Creio que é um insulto e fiquei surpreendido" pela frase de Emmanuel Macron, sublinhou o presidente dos Estados Unidos acrescentando também que se trata de uma afirmação "perigosa" porque, disse, "ninguém precisa mais da NATO do que a França".

Trump deve reunir-se ainda hoje com Emmanuel Macron, que também se encontra em Londres, onde líderes de 30 países, incluindo o primeiro-ministro, António Costa, participam a partir de hoje numa cimeira da NATO, coincidindo com o 70.º aniversário da aliança militar que protege cerca de mil milhões de pessoas.

Lusa