Mundo

Ministério da Saúde brasileiro surpreendido pela decisão de Bolsonaro

Tutela não foi consultada na decisão de incluir cabeleireiros, salões de beleza e ginásios na lista de serviços essenciais.

Jair Bolsonaro decidiu ampliar a lista de serviços essenciais, incluindo cabeleireiros e ginásios mas a decisão não passou pelo Ministério da Saúde.

O Ministro Nelson Teich foi surpreendido pela notícia durante uma conferência de imprensa em que dava conta do último balanço: mais 396 mortes e mais de 5.600 novos casos de infeção nas últimas 24 horas.

A postura do Presidente brasileiro contra o distanciamento social contrasta com a de vários Governadores e Prefeitos que estão a apertar as medidas de restrição em várias cidades.

Para conter o avanço da pandemia, duas cidades do estado brasileiro do Rio de Janeiro entraram em confinamento obrigatório. Niterói é um dos primeiros municípios a intensificar as medidas restritivas de tráfego e circulação de pessoas. Na cidade foi decretado o chamado "lockdown" aplicado, para já, por um período de cinco dias.

ESPECIAL CORONAVÍRUS