Mundo

Professor e pastor presbiteriano Milton Ribeiro é o novo ministro da Educação do Brasil

Twitter @Jouberth19

O anúncio foi feito pelo próprio chefe de Estado na rede social Facebook.

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, nomeou esta sexta-feira o professor e pastor presbiteriano Milton Ribeiro para ministro da Educação, sucedendo no cargo a Carlos Decotelli, que se demitiu antes de tomar posse.

O anúncio foi feito pelo próprio chefe de Estado na rede social Facebook, onde partilhou parte do currículo de Milton Ribeiro.

"Indiquei o professor Milton Ribeiro para ser o titular do Ministério da Educação. Doutor em Educação pela USP (Universidade de São Paulo), mestre em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e graduado em Direito e Teologia. Desde maio de 2019, é membro da Comissão de Ética da Presidência da República", escreveu Bolsonaro na rede social Twitter, onde partilhou ainda uma fotografia do novo governante.

Milton Ribeiro será o quarto ministro a liderar a tutela da Educação desde o início do atual executivo.

O ministro da Educação brasileiro, Carlos Decotelli, pediu a demissão do Governo, uma semana após ser nomeado e antes de tomar posse, devido a várias polémicas com o seu currículo, como suspeitas de falsos títulos académicos e de plágio.

Decotelli confirmou ao canal televisivo CNN Brasil e ao jornal Folha de S. Paulo que apresentou a sua demissão.

Até ao momento, o executivo brasileiro, liderado pelo Presidente Jair Bolsonaro, ainda não anunciou oficialmente a saída do governante, cuja nomeação foi publicada em Diário Oficial da União na semana passada.

O pedido de saída do Governo brasileiro surge após terem vindo a público várias suspeitas em relação à formação académica de Decotelli, nomeado na passada quinta-feira, sucedendo no cargo a Abraham Weintraub.