Mundo

Protestos em Beirute terminam em confrontos com a polícia

O último balanço oficial dá conta de 149 mortos devido às explosões.

Dezenas de manifestantes foram dispersados na quinta-feira com gás lacrimogéneo, quando protestavam devido à explosão em Beirute que provocou 149 mortos, cinco mil feridos e a destruição de casas de centenas de milhares de pessoas.

Os manifestantes, que protestavam contra a tragédia, enquanto símbolo da incompetência e corrupção das autoridades, vandalizaram estabelecimentos comerciais e apedrejaram a polícia no quarteirão do Parlamento.

A resposta policial provocou feridos entre os manifestantes. Estes incidentes ocorreram quando se prepara uma grande manifestação, convocada para sábado.

A explosão foi provocada por um incêndio no armazém do porto de Beirute onde estavam 2.750 toneladas de nitrato de amónio, desde há seis anos.

Autoridades portuárias, serviços alfandegários e de segurança estavam ao corrente da periculosidade das matérias químicas armazenadas, mas todos rejeitam responsabilidades.

  • 2:34