Mundo

Convenção republicana termina com ataques a Joe Biden e garantias de uma vacina "eficaz já este ano"

Donald Trump acusa Biden de ser "o destruidor dos empregos da América".

A convenção republicana terminou com o discurso de Donald Trump. O Presidente falou num ambiente tão familiar quanto controverso.

Apesar da tradição e regulamentação para não se usar a Casa Branca para eventos puramente políticos, um enorme palco foi montado no relvado à frente da mansão executiva.

O Presidente norte-americano garantiu que os Estados Unidos vão ter uma vacina para a Covid-19 "segura e eficaz já este ano". Mas o principal alvo de Trump foi Joe Biden.

Atrás do adversário nas sondagens, o discurso centrou-se no currículo do ex-vice-presidente, questionando o seu amor pelo país.

Trump apresentou-se como a última barreira para proteger o estilo de vida norte-americano, cercado pelas forças radicais lideradas por Joe Biden, sustentou, apesar de o rival democrata ser habitualmente definido pelos analistas políticos como um moderado.

"Joe Biden não é o salvador da essência da América. É o destruidor dos empregos da América. Se tiver oportunidade será o destruidor da grandeza da América."

O discurso de aceitação de Trump foi feito numa transmissão direta a partir da Casa Branca, cenário que gerou críticas, uma vez que os presidentes não devem usar a residência oficial ou edifícios públicos para atos de campanha.