Mundo

Parlamento Europeu debate estado da União. Resposta à crise é tema central

OLIVIER HOSLET / POOL

Será o primeiro proferido por Ursula von der Leyen e o primeiro realizado em Bruxelas.

Ursula Von der Leyen faz esta quarta-feira em Bruxelas o discurso do Estado da União. A Presidente da Comissão Europeia deverá falar sobre a resposta à crise causada pela covid-19, mas também sobre o combate às alterações climáticas e a política de migração e asilo.

Devido à covid-19, esta é a primeira vez que o debate do Estado da União se realiza em Bruxelas. É a oportunidade de o Executivo comunitário avaliar o mandato e discutir os desafios e prioridades para os próximos 12 meses.

Porquê Bruxelas e não Estrasburgo?

A decisão, mal acolhida pelas autoridades francesas, foi tomada na semana passada pelo Parlamento Europeu em virtude de a região do Baixo Reno ter sido classificada como 'zona vermelha', ou de alto risco de contágio.

Estrasburgo já não acolhe uma sessão plenária desde fevereiro, o último mês de 'normalidade' na Europa até à chegada da pandemia.

“Este é o momento da Europa”. Von der Leyen pede nova vitalidade

"É momento de a Europa liderar este caminho, passando da fragilidade para uma nova vitalidade e é sobre isso que gostaria de vos falar hoje", afirmou Ursula von der Leyen, no início da sua intervenção sobre o Estado da União.

"Digo isto porque nos últimos meses descobrimos os valores que temos em comum. [...] Mostrámos o que é possível quando confiamos uns nos outros e nas instituições europeias", acrescentou.

Ursula von der Leyen começou o discurso prestado homenagem aos serviços de saúde, que fizeram "milagres" perante um "vírus mil vezes mais pequeno que um grão de areia, que mostrou a fragilidade planetária".

  • 15:42