Mundo

Internet lenta todos os dias às 7h da manhã. O mistério que intrigou uma aldeia britânica

Os especialistas demoraram 18 meses a resolver o problema.

Engenheiros especialistas em telecomunicações viraram detetives para investigar o que poderia estar a afetar as ligações à internet dos residentes da vila de Aberhosan, no País de Gales.

De que se queixavam os moradores?

Durante meses, os moradores da vila, que pertence ao condado de Powys, tinham condicionamentos no acesso à internet, que era muito lenta todas as manhãs pelas 7h00.

Apesar das repetidas visitas de engenheiros para consertar a falha, o problema permanecia.

Testes frequentes provaram que a rede estava a funcionar bem e os engenheiros locais chegaram a substituir as grandes secções de cabos que serviam a vila - mas nada resolvia a falha.

A posição dos engenheiros

"Não sermos capazes de resolver a falha dos nossos clientes deixou-nos frustrados e abatidos, mas estávamos determinados a ir ao cerne da questão".

"Como último recurso, decidimos trazer um grupo de excelente engenheiros do Chief Engineers Office, que estavam noutras partes do Reino Unido, para nos ajudar a investigar".

"Depois de termos esgotado todas as possibilidades, decidimos fazer um teste final para percebermos se a falha estava a ser causada por um fenómeno conhecido como SHINE (Single High-level Impulse Noise), onde a interferência elétrica é omitida por um aparelho, o que pode ter um impacto na ligação à banda larga".

"Usando um dispositivo chamado Spectrum Analyzer, tentámos encontrar um ruído elétrico para apoiar a nossa teoria".

Qual era a origem do problema?

A origem do ruído elétrico foi rastreada numa propriedade da vila.

"Acontece que todas as manhãs às 7h00, um morador ligava a televisão - já antiga -, o que, por sua vez, desligava a banda larga de toda a vila".

Como resolveram?

O morador que ligava a televisão antiga todas as manhãs comprometeu-se a não voltar a fazê-lo. Com a televisão desligada, a falha não voltaria a ocorrer.

Depois de localizarem a causa da falha que afetou não apenas os residentes de Aberhosan, mas também as propriedades ao redor da vila, não houve mais relatos de problemas com a rede.

Depois de 18 meses de investigação e trabalho, o mistério ficou totalmente resolvido.