Mundo

Marinha russa testa com êxito o míssil hipersónico Tsirkon

Míssil de cruzeiro atingiu o alvo diretamente a uma distância de 450 quilómetros.

A marinha russa testou com sucesso um míssil de cruzeiro hipersónico "Tsirkon", anunciou esta quarta-feira o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas russas, general Valeri Gerasimov, ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin.

"Ontem (terça-feira), às 07:15 nas águas do mar Branco, a fragata 'Almirante da Frota da União Soviética Gorkosh', no âmbito dos testes de verão, disparou pela primeira vez um míssil de cruzeiro hipersónico 'Tsirkon' contra um alvo naval no mar de Barents", disse Gerasimov numa videoconferência com Putin.

O general acrescentou que o míssil de cruzeiro atingiu o alvo diretamente a uma distância de 450 quilómetros.

O militar especificou que o "Tsirkon" atingiu uma altura máxima de 28 quilómetros e seu voo durou quatro minutos e meio.

"Desenvolveu uma velocidade hipersónica superior a Mach 8", sublinhou Gerasimov, acrescentando que, uma vez concluídos os testes do "Tsirkon", está planeado equipar navios e submarinos com este novo míssil de cruzeiro.

Putin, que completa 68 anos esta quarta-feira, sublinhou que o teste bem-sucedido do míssil de cruzeiro hipersónico é "um grande acontecimento não só na vida das forças armadas, mas de toda a Rússia, de todo o país".

O Presidente russo explicou que equipar as Forças Armadas com "os mais recentes sistemas de armas, sem análogos no mundo", garante a capacidade de defesa da Rússia por muito tempo.

"Sabemos que por trás deste trabalho está o grande trabalho de nossos cientistas, construtores, trabalhadores talentosos, especialistas militares", disse Putin, que felicitou todos os participantes na criação do "Tsirkon".