Mundo

Primeira-dama Jill Biden vai manter o emprego. Será a 1ª vez na história dos EUA 

Enquanto Joe Biden prepara a equipa presidencial, a mulher também pensa no futuro. 

No Twitter, apresenta-se como "Educadora para toda a vida". E é isso que pretende continuar a fazer durante o mandato de Joe Biden.

Aos 69 anos, Jill quer continuar a dar aulas de inglês na universidade onde trabalha há mais de uma década, na Virgínia do Norte.

A vida na Casa Branca não é de todo desconhecida para a mulher de Joe Biden. Durante o mandato do marido como vice-presidente de Obama, também não interrompeu a carreira. Continuou a dar aulas, enquanto desempenhou o papel de vice-primeira dama.

Na altura, focou-se nas famílias dos militares e veteranos, continuou o trabalho que desenvolve desde 1993 na luta contra o cancro da mama e apoiou a doação de livros a crianças de famílias mais pobres através do programa Book Budies, que ajudou a fundar.

É Doutorada em Educação e já ensinou inglês numa faculdade comunitária, numa escola pública e num hospital psiquiátrico antes de se mudar para Washington.

O marido toma posse a 20 de janeiro. Jill Biden será a 54ª primeira-dama dos Estados Unidos, mas apenas a primeira a manter o emprego.