Mundo

Força da erupção do Etna surpreende vulcanólogos

Salvatore Allegra

O vulcão mais ativo da Europa exibiu fontes de lava com mais de 1.500 metros de altura.

As noites sicilianas, a maior ilha de Itália, têm sido iluminadas por um espetáculo de lava. O Etna, o vulcão mais ativo da Europa, foi o protagonista deste cenário que chegou a surpreender os vulcanologistas.

Durante mais de uma semana, o Etna tem vindo a expelir lava, cinzas e rochas vulcânicas. A cidade de Pedara ficou coberta de cinzas e os moradores relatam ter visto o que parecia ser uma chuva de pedras.

Devido à erupção do vulcão, o aeroporto de Catânia, localizado no lado este da ilha, foi encerrado temporariamente. Até ao momento não houve relato de danos ou feridos.

Boris Behncke, vulcanólogo do Instituto Nacional de Observação do Etna, escreveu no site do instituto que, depois de “nos presentear com momentos de suspense”, na noite de segunda para terça-feira o vulcão explodiu de uma forma que os investigadores “que trabalham nisto há dedadas raramente viram”, cita a AP.

O vulcanólogo partilhou o entusiasmo nas redes sociais: “Eu chamei paroxismo ao Etna de 20-21 de fevereiro de ‘incrivelmente poderoso’? Bem, o seu sucessor, na noite de 22 para 23 de fevereiro foi MUITO mais poderoso”. Nesta noite, as fontes de lava ultrapassaram os 1.500 metros, publicou ainda Boris Behncke.