Mundo

Líder do Governo de Myanmar enfrenta nova acusação

Yves Herman

Aung San Suu Kyi foi ouvida em tribunal por videoconferência.

A líder do Governo de Myanmar enfrenta uma nova acusação em tribunal, relacionada com a proibição de publicar informações que possam causar medo ou perturbar a tranquilidade pública.

Aung San Suu Kyi foi inicialmente acusada de importar rádios de forma ilegal e de violar uma lei de desastres naturais. O anúncio desta nova acusação foi feito por um advogado.

A líder do Governo de Myanmar participou na audiência em tribunal por videoconferência e parecia estar bem de saúde.

A próxima audiência realiza-se a 15 de março. Aung San Suu Kyi foi detida há cerca de um mês, durante o golpe militar que depôs o Governo.

Nas ruas, os protestos continuam. Pelo menos 18 pessoas morreram, dezenas foram detidas e várias ficaram feridas.

Os militares voltaram a reprimir, com violência, os protestos que exigiam a libertação dos presos políticos e o regresso ao normal funcionamento das instituições democráticas.