Mundo

Grupo farmacêutico Pierre Fabre alvo de ataque informático

Parte das atividades de produção foi paralisade, mas distribuição dos produtos não foi interrompida.

O grupo farmacêutico e de cosméticos Pierre Fabre foi alvo de um ataque informático, que obrigou ao encerramento temporário de alguns locais de produção, anunciou hoje a empresa.

"Parte das atividades de produção foi paralisada", disse fonte do grupo à France-Presse (AFP), no entanto, sem adiantar a escala do ataque.

O ciberataque ocorreu na madrugada de quarta-feira, de acordo com a administração do grupo.

Contudo, a "distribuição dos produtos não foi interrompida", acrescentou o grupo, em declarações à rádio France Bleu Occiatnie.

Esta informação é desmentida, porém, por um funcionário, que disse à AFP, sob a condição de anonimato, que "na sequência do incidente informático, a atividade foi completamente paralisada".

A Pierre Fabre, sediada em Castres (França), tem quase 10.000 funcionários em todo o mundo, dos quais cerca de 6.000 em França.