Mundo

Geólogo atacado pelo "polvo mais furioso" da praia

Arquivo.

Canva

Lance Karlson estava de férias na Austrália quando o que descreve ser o "polvo mais furioso da praia" o atacou.

Lance Karlson descreve que foi atacado pelo "polvo mais furioso da praia". Estava de férias com a família na Baía de Geographe, na Austrália, e quando se apercebeu de algo fora do normal dentro do mar, aproximou-se enquanto gravava o momento.

Só quando chegou mesmo perto do polvo, percebeu do que se tratava. E de repente o animal movimenta os tentáculos na direção de Lance Karlson e da filha para os afastar: "O polvo atacou-nos , o que foi um verdadeiro choque", disse Karlson à agência de notícias Reuters.

Mais tarde volta a entrar na água, já sozinho, e o polvo voltou a atacá-lo, como explica a BBC. Foi atrás de Lance Karlson e golpeou com um dos tentáculos o braço e o pescoço do geólogo. Ficou com marcas vermelhas na pele, que, segundo Karlson, só passaram depois de ter colocado coca-cola.

O geólogo explica que o tratamento preferido dele para estas situações é o vinagre, mas na altura não o tinha. No entanto sabia que algo ácido poderia fazer efeito, e tentou com coca-cola: "Acontece que funciona", diz.

Recorda o momento em que foi atacado como confuso: "Os meus óculos ficaram embaciados, a água de repente ficou turva e lembro-me de ficar em choque".

O vídeo que Lance Karlson partilhou no Instagram, do polvo a levantar os tentáculos, já foi visto por mais de 50.000 pessoas.