Mundo

EUA admitem abordagem "diplomática" com a Coreia do Norte

Patrick Semansky

Para ultrapassar o impasse sobre a questão do programa nuclear.

Os Estados Unidos poderão admitir a abordagem da "diplomacia" com a Coreia do Norte para ultrapassar o impasse sobre a questão do programa nuclear norte-coreano, afirmou esta quarta-feira a Casa Branca.

"Temos um objetivo claro relacionado com a Coreia do Norte: é a desnuclearização", indicou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

"Vamos continuar a aplicar as sanções, é evidente. Consultamos os nossos aliados e os nossos parceiros. Estamos prontos para admitir uma forma de diplomacia caso isso nos conduza à desnuclearização", acrescentou.

O Presidente dos EUA Joe Biden permaneceu até ao momento praticamente silencioso sobre as intenções face a Pyongyang, ao assinalar que a situação está a ser revista para impor uma nova estratégia após a tentativa de diplomacia direta do seu antecessor Donald Trump com o dirigente norte-coreano Kim Jong Un, que não permitiu qualquer avanço sobre a desnuclearização do país isolado.

No entanto, o chefe de Estado norte-americano preveniu que os Estados Unidos vão ripostar "em consequência" em caso de "escalada" norte-coreana, após os disparos de mísseis de Pyongyang no final de março.