Mundo

Venezuela: 323 pessoas estão presas por motivos políticos

Sergei Karpukhin/ Reuters/ Arquivo

Dados divulgados hoje pelo Foro Penal Venezuelano (FPV), uma organização não-governamental.

Mais de 300 pessoas estão atualmente presas na Venezuela por motivos políticos, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Foro Penal Venezuelano (FPV), uma organização não-governamental (ONG) local conhecida por defender legalmente estes cidadãos detidos.

"Há 323 presos políticos na Venezuela, segundo a listagem atualizada do FPV, enviada à Organização de Estados Americanos e às Nações Unidas", anunciou o advogado e diretor daquela ONG através da sua conta no Twitter.

Alfredo Romero Mendoza explica os detidos dividem-se em 299 homens e 24 mulheres, 321 deles são cidadãos adultos e 2 adolescentes.

Sobre a ocupação, o ativista dos direitos humanos precisa que 198 são civis e 125 são militares

"Desde 2014 se registaram 15.703 detenções políticas na Venezuela", sublinha.

Por outro lado, explica que o FPV "tem assistido gratuitamente mais de 12.000 detidos, hoje excarcerados e outras vítimas de violações dos seus direitos humanos".

"Além dos presos políticos, mais de 9.000 pessoas continuam submetidas, arbitrariamente, a medidas restritivas da sua liberdade", afirma.