Mundo

Guarda costeira espanhola resgata 42 migrantes perto das ilhas Canárias

David Alves

David Alves

Editor de Imagem

Só no ano passado 2.300 pessoas morreram ou desapareceram no mar enquanto tentavam chegar à Europa.

Desembarcaram em segurança no porto de Arguineguín em Espanha 42 migrantes, entre eles 18 mulheres e três crianças. Foram resgatados pela guarda costeira espanhola ao largo da ilha Grã-Canária, depois de terem estado à deriva durante 30 milhas náuticas, o que corresponde a mais de 55 quilométros.

Alguns apresentavam sinais de exaustão e tiveram de ser ajudados a sair do barco à chegada a terra.

O número de migrantes sem documentos que tentam chegar às ilhas canárias aumentou oito vezes desde 2019. A pandemia pode ter sido um dos motivos que levou mais de 25 mil pessoas a tentarem a sorte na travessia.

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações pelo menos 2.300 migrantes morreram ou desapareceram no mar durante o ano passado enquanto tentavam chegar à Europa.

  • 2:55