Mundo

Encontrado no Botswana o terceiro maior diamante do mundo

DEBSWANA DIAMOND COMPANY / Reuters

Tem 1,174 quilates.

A empresa canadiana Lucara Diamonds encontrou um diamante de 1,174 quilates no Botswana, o terceiro maior alguma vez encontrado no mundo, anunciou o Governo deste país da África Austral.

"O Botswana está novamente nas notícias internacionais por desenvolvimentos positivos. A Lucara Diamonds apresentou um diamante de 1,174 quilates ao Presidente (Mokgweetsi) Masisi e ao executivo", disse fonte do Governo do Botsuana, em declarações aos jornalistas.

A empresa canadiana mostrou oficialmente a gema ao chefe de Estado na quarta-feira num evento público, embora tivesse sido descoberta em meados do mês passado.

Segundo o Governo do Botswana, este será o terceiro maior diamante encontrado no mundo.

O maior diamante conhecido é o Cullinan, que pesa mais de 3,100 quilates e foi desenterrado na África do Sul em 1905, que faz parte das Joias da Coroa do Reino Unido.

O segundo é o diamante Sewelo de 1,758 quilates, também encontrado pela Lucara Diamonds no Botsuana, em 2019.

Este novo diamante gigante é, portanto, o terceiro no ranking de todos os tempos, mas é também o segundo achado do género no Botswana no espaço de um mês.

Em meados do mês passado, a empresa Debswana tinha tornado pública a descoberta de outro diamante de 1,098 quilates, que também se encontra entre os cinco maiores da história.

Localizado na África Austral, o Botswana, um país árido com pouco mais de dois milhões de habitantes, é um dos maiores mineiros de diamantes do mundo, com uma indústria que representa cerca de 80% do total das suas exportações.