Mundo

Panda gigante deixa de ser espécie em perigo de extinção na China

O número de animais a viver em liberdade tem vindo a subir nos últimos anos.

A China diz que os pandas gigantes já não são uma espécie em perigo de extinção no país. O número de animais aumento o suficiente para que tenham baixado para a categoria de espécie vulnerável. É o resultado de um esforço de anos, que permitiu salvar o animal mais icónico da China e um dos mais populares do mundo.

O esforço do Governo chinês começa a dar resultados. O número de pandas gigantes que vivem em liberdade nas florestas do país está a subir e a chegar aos 1.800. Um valor que levou Pequim a anunciar que ia baixar o nível de risco da espécie de “em perigo de extinção” – onde esteve décadas – para “espécie vulnerável” – o quinto grau da escala.

Os peritos dizem que a China conseguiu salvar o icónico animal do país através de um longo processo que incluiu a reflorestação de milhares de hectares de floresta de bambu, a criação de áreas protegidas e diversos programas de reprodução em cativeiro.

O Executivo chinês anunciou que o trabalho feito para salvar os pandas gigantes foi estendido a outras espécies que, entretanto, também deixaram de estar em perigo de extinção. Nesta lista estão, por exemplo, tigres, leopardos e antílopes do Tibete.