Mundo

Incêndios incontroláveis ardem na Califórnia há três semanas

Autoridades reforçam meios aéreos de combate aos incêndios.

Dezenas de incêndios incontroláveis já destruíram o mais de 200 quilómetros quadrados de floresta na Califórnia, nos Estados Unidos. O fumo está a afetar a qualidade do ar em cidades como Nova Iorque e Washington.

Iniciado por queda de raios, um incêndio na Califórinia, a sul do lago Tahoe deflagrou há três semanas. Consumiu mais de 200 quilómetros quadrados de floresta nacional e destruiu dez edifícios. É um entre mais de duas dezenas que lavram na região onde as temperaturas elevadas dificultam o trabalho dos bombeiros.

Esta sexta-feira as chamas aproximaram-se perigosamente de uma comunidade de 1.200 pessoas no condado de Douglas, no Nevada. As autoridades adquiriram mais 12 aeronaves, que se juntam a 60 aviões e helicópteros que combatem as chamas na região.

O tempo quente e muito seco, consequência das alterações climáticas, tem criado as condições ideais para o alastrar descontrolado dos fogos.

O aquecimento global fez subir as temperaturas na costa oeste dos EUA nos últimos 30 anos e o clima tornou-se mais seco. Os investigadores avisam que a situação vai continuar a agravar-se e que os incêndios serão cada vez mais frequentes e destrutivos.