Mundo

Governo italiano pede ajuda à UE para combater incêndios na Sardenha

Handout .

Cerca de 20.000 hectares queimados na ilha italiana.

A ilha de Sardenha, na Itália, está a ser assolada por incêndios há três dias. Cerca de 20.000 hectares foram reduzidos a cinzas, várias casas foram destruídas e 1.500 pessoas foram retiradas de casa, segundo autoridades da ilha.

O incêndio continua a ser alimentado por ventos fortes e altas temperaturas, dificultando os esforços dos bombeiros. Perante o cenário devastador, o Governo italiano pediu ajuda à União Europeia para controlar os incêndios, ao que a França respondeu com o envio de apenas dois aviões Canadair.

No sábado, dia 24 de julho, a ilha foi atingida por uma onda de calor oriunda de África, que incendiou a grama seca, provocando o incêndio. Várias regiões, principalmente perto da província de Oristano, estão em chamas, pelo que quase 400 pessoas tiveram de ser evacuadas desde sábado.

"É um desastre sem precedentes", afirmou o Presidente da Região Autónoma de Sardenha, Christian Solinas, declarando o Estado de Emergência.

Não se registaram mortos ou feridos.