Mundo

Mais de 800 migrantes esperam em navios humanitários por desembarque na UE

Darrin Zammit Lupi

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, mais de 1.100 pessoas morreram no Mediterrâneo nos primeiros seis meses do ano.

Um total de 805 migrantes aguardam a bordo dos navios de organizações humanitárias "Ocean Viking" e "Sea Watch 3" que um país da União Europeia autorize o seu desembarque num porto da região.

A organização humanitária SOS Méditerranée (dona do "Ocean Viking") anunciou este domingo que o seu navio realizou, esta tarde, um novo resgate de 106 migrantes que navegavam em perigo no mar Mediterrâneo, sublinhando que tem 555 migrantes a bordo, incluindo pelo menos duas mulheres grávidas e 33 menores, 22 dos quais desacompanhados.

Este domingo de manhã, o navio transportava 449 sobreviventes, sendo que o resgate realizado à tarde foi a sexta operação de salvamento levada a cabo pelo "Ocean Viking" desde sábado.

A organização não governamental (ONG) SOS Méditerranée explicou nas redes sociais que "o sobrevivente mais jovem resgatado nesta última operação tem apenas três meses de idade" e que as 106 pessoas estavam num barco de madeira completamente lotado, à deriva na área de busca e salvamento de Malta.

No sábado, o "Ocean Viking" resgatou outras 175 pessoas e na madrugada de domingo ajudou cerca de 400 pessoas, em conjunto com o navio "Sea Watch 3", que albergou uma parte do grupo.

A organização Sea Watch revelou, entretanto, nas redes sociais, que o navio "Sea Watch 3" resgatou mais 26 pessoas este domingo e indicou que o número de migrantes a bordo é atualmente de 250.

"Estas pessoas passaram por horrores inimagináveis e precisam de um porto seguro imediatamente", escreveu a ONG.

De acordo com a Organização Internacional para as Migrações, pelo menos 1.146 pessoas morreram no mar nos primeiros seis meses de 2021 enquanto tentavam chegar à Europa.

A SOS Méditerranée afirma ter resgatado mais de 30.000 pessoas desde fevereiro de 2016, primeiro através da embarcação "Aquarius" e depois com o "Ocean Viking".