Mundo

Ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont detido em Itália

Francois Lenoir

Era alvo de um mandado de captura internacional.

O ex-presidente da Catalunha, Carles Puigdemont, foi detido esta quinta-feira na Sardenha pela polícia italiana, disseram fontes policiais sem indicar mais detalhes.

Carles Puigdemont está acusado do crime de sedição e era alvo de um mandado de captura internacional. Fontes contactadas pela agência Efe disseram que foi preso à chegada, vindo de Bruxelas.

Estava fugido à justiça espanhola há quatro anos, depois de organizar um referendo considerando ilegal para a independência da Catalunha.

Carles Puigdemont está tranquilo, diz advogado

O advogado de Carles Puigdemont, Gonzalo Boie, disse esta noite que o ex-presidente catalão está "absolutamente tranquilo" após ser detido pelas autoridades italianas, porque confia nas "garantias de direito da União".

Em declarações à TV3, o advogado disse que falou várias vezes esta noite com Carles Puigdemont e constatou que o ex-presidente não está preocupado com a situação.

O advogado explicou que esta sexta-feira se espera que o ex-presidente da Catalunha seja levado a tribunal.

Gonzalo Boie defendeu que Carles Puigdemont foi vítima de uma "detenção policial por ordem fraudulenta".