Mundo

Nobel da Medicina para descoberta sobre forma como nos apercebemos do calor, do frio e do toque

Um avanço que poderá contribuir para o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes contra a dor.

O Nobel da Medicina vai, este ano, para dois cientistas norte-americanos, premiados pela descoberta da forma como nos apercebemos do calor, do frio e do toque. Um avanço que poderá contribuir para o desenvolvimento de tratamentos mais eficazes contra a dor, por exemplo.

O júri do instituto Karolinska, de Estocolmo, na Suécia, escolheu dois cientistas norte-americanos para receberem o Prémio Nobel da Medicina.

As descobertas de Julius e Patapoutian desvendaram um dos maiores segredos sobre o processo que nos torna capazes de, ao sentir frio, calor, ou pressão sobre a pele, interpretar e reagir, por forma a conseguirmos interagir melhor com o ambiente que nos rodeia.

David Julius e Ardem Patapoutian vão dividir o prémio de mais de 980 mil euros.

Nos próximos dias serão anunciados os vencedores dos restantes Nobel da Física, Química, Literatura, Paz e Economia.