Mundo

Deputado britânico esfaqueado até à morte recebeu assistência médica durante duas horas

David Amess, de 69 anos, não resistiu aos ferimentos.

Um deputado britânico foi assassinado esta sexta-feira durante uma audiência com eleitores, em Essex, no sudeste de Inglaterra. O suspeito foi detido pela polícia. Vários políticos já condenaram o ataque.

David Amess, de 69 anos, pertencia ao Partido Conservador. Foi atacado na Igreja Metodista de Belfairs, em Essex, Inglaterra, durante um encontro com eleitores. Segundo a Sky News, um homem entrou no local e esfaqueou o deputado várias vezes.

O autor do crime foi detido pelas autoridades, que encontraram também a faca utilizada. Desconhecem-se pormenores sobre a identidade do suspeito e as eventuais motivações. As autoridades acreditam que agiu sozinho.

O deputado britânico ainda recebeu assistência médica no local durante cerca de duas horas, mas acabou por não resistir aos ferimentos.

Em 2016, outra deputada britânica foi morta por um militante

Já em 2016, a deputada do Partido Trabalhista Jo Cox foi assassinada por um militante de extrema-direita, uma semana antes do referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia.

A Fundação Jo Cox disse estar "horrorizada" com o incidente desta sexta-feira. O líder da oposição considerou o crime "profundamente chocante". Políticos britânicos de todos os quadrantes condenaram o ataque e expressaram preocupação.

O primeiro-ministro Boris Johnson cancelou a agenda do dia e já reagiu ao ataque: "A razão pela qual as pessoas estão tão chocadas e tristes é, acima de tudo, porque ele era uma das pessoas mais bondosas, simpáticas e amáveis da política. Ele também tinha um excelente histórico de aprovação de leis para ajudar os mais vulneráveis", recordou.

David Amess era deputado desde 1983, um dos mais antigos da Câmara dos Comuns. Representava o distrito eleitoral de Southend West. Era contra o aborto e defensor dos direitos dos animais. Integrou ainda a fação do partido que fez campanha pelo Brexit.