Mundo

Austrália impõe “bloqueio de abelhas” perante deteção de parasita “destruidor”

19 September 2019, Baden-Wuerttemberg, Stuttgart: A varroa mite sits on a honey bee. Photo: Sebastian Gollnow/dpa (Photo by Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images)
19 September 2019, Baden-Wuerttemberg, Stuttgart: A varroa mite sits on a honey bee. Photo: Sebastian Gollnow/dpa (Photo by Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images)

Propagação contínua poderá custar à indústria do mel mais de 45 milhões de euros por ano.

O parasita denominado “varroa destructor” foi identificado pela primeira vez num porto perto de Sidney, na Austrália. Desde essa altura, tem sido observado em colmeias a 100 quilómetros de distância, tendo destruído colónias de abelhas, relata a BBC.

A presença deste tipo de parasita é sinal de forte impacto económico para o setor da apicultura. O parasita varroa ou varroose é um ácaro que se infiltra em colónias de abelhas, único local onde se podem reproduzir, com o intuito de as dizimar.

VARROA. (Photo by Gilles MARTIN/Gamma-Rapho via Getty Images)

Perante esta ameaça, a indústria do mel encontra-se suspensa. As autoridades introduziram várias medidas de biossegurança para limitar o surto após a deteção deste parasita em sete locais.

Colmeias que estejam comprometidas devem ser eliminadas e quaisquer colmeia num raio de 10 quilómetros dos focos de infeção devem ser destruídas, enquanto as colónias num raio de 25 quilómetros devem ser inspecionadas e monitorizadas.

Curiosamente, a Austrália era o único país livre dos ácaros da varroa.

Numa entrevista à BBC, Ian McColl, da empresa NSW Farmers, adianta que se os ácaros continuarem a propagar-se, poderá custar à indústria do mel 70 milhões de dólares por ano (mais de 45 milhões de euros). Cerca de um terço da produção alimentar da Austrália depende da polinização das abelhas.

DOENÇA ENDÉMICA EM PORTUGAL

De acordo com o plano de luta contra a varroose em Portugal, publicado pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária, é considerada doença endémica.

A varroa continua a provocar elevados prejuízos na apicultura nacional.

Os meios de controlo da doença passam pela desinfeção e higiene da colmeia e/ou por tratamentos com medicamentos.

Últimas Notícias
Mais Vistos