Mundo

Guarda-costas da princesa Diana fala sobre a noite do acidente

Guarda-costas da princesa Diana fala sobre a noite do acidente
Bettmann
Lee Sansum estava a acompanhar Diana nas férias em Saint Tropez.

Um antigo guarda-costas de Diana afirmou que, se estivesse de serviço na noite do acidente, a princesa possivelmente ainda estaria viva. Declarações feitas numa entrevista à imprensa britânica.

Lee Sansum, de 60 anos, explicou que insistia sempre no uso do cinto de segurança, algo que nessa noite não aconteceu, já que no momento do acidente nenhum dos ocupantes o tinha colocado.

Mais de duas décadas depois dessa noite, o segurança da princesa revela ainda que podia ter sido ele a estar naquele carro.

Podia ter sido eu. Tirámos ao calhas quem é que ia acompanhar o Trevor [guarda-costas] nesse fim de semana. Quando percebi que eles não estavam a usar cinto de segurança, percebi porque não tinham sobrevivido. Insistia sempre que usassem

Lee foi escolhido para fazer parte da equipa de segurança que acompanhou a princesa Diana e os dois filhos, William e Harry, durante a viagem a Saint Tropez, no verão de 1997.

No fim das férias, a princesa escreveu-lhe uma carta, agradecendo o seu serviço.

Foram 10 dias magníficos que não teriam sido possíveis sem o seu precioso contributo e, por isso, enviamos os nossos sinceros agradecimentos

Últimas Notícias
Mais Vistos