Mundo

Da Fórmula 1 para o Senado italiano: ex-piloto vai concorrer pela extrema-direita

Da Fórmula 1 para o Senado italiano: ex-piloto vai concorrer pela extrema-direita
Clive Rose

Brasileiro defende direito de sangue de cidadania italiana.

O brasileiro Emerson Fittipaldi, bicampeão mundial de Fórmula 1, vai concorrer ao Senado italiano pelo partido de extrema-direita Fratelli d'Italia.

Caso seja eleito, o antigo piloto quer realizar um projeto de promoção do desporto para integrar descendentes de italianos.

Fittipaldi defende ainda o direito de sangue de cidadania italiana, uma ideia que se contrapõe à dos partidos de esquerda de que um indivíduo tem direito à cidadania não pela sua ascendência, mas por ter nascido no país.

A América do Sul tem direito a eleger um senador e o antigo piloto já recebeu o apoio do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

Últimas Notícias
Mais Vistos