Mundo

"Feel the pain": a experiência que põe os homens a sentir dores menstruais

"Feel the pain": a experiência que põe os homens a sentir dores menstruais
skaman306
Veja o resultado da experiência que tem sido conduzida na Índia.

Será que os homens conseguem aguentar as dores menstruais? Na Índia, a iniciativa Cup of Life – Copo da Vida, em português – desenvolveu uma forma original para colocar a população a falar sobre a menstruação: um simulador que permite aos homens sentir as dores menstruais.

A campanha está a decorrer em centros comerciais e em universidades no distrito de Ernakulam, no estado de Kerala. Os vídeos da experiência, partilhados nas redes sociais, mostram os homens a contorcer-se e a gritar com a dor, enquanto muitas mulheres observam divertidas.

Loading...

Sharan Nair, um influencer indiano, foi um dos homens que testou o simulador: “Foi realmente doloroso. Eu nunca mais quero experimentar isso”, cita a BBC.

A menstruação é ainda um tema tabu na Índia. Em muitas zonas do país, as mulheres continuam a ser consideradas impuras quando estão com o período e, por isso, são afastadas de eventos sociais ou religiosos. Apesar desta tendência ter vindo a mudar – principalmente em áreas urbanas – a menstruação, as dores associadas ou a saúde feminina são ainda tópicos de difícil abordagem.

A advogada Sandra Sunny, autora da experiência “Feel the pain” (sentir a dor, em português), afirma que este simulador é “a forma mais fácil” para encorajar conversas sobre a menstruação.

Se perguntar diretamente aos rapazes universitários o que eles sabem sobre dores menstruais, eles ficaram relutantes em falar. Mas se fizer perguntas como – ‘conversaram sobre menstruação com alguém? O que os faz ser relutantes em falar sobre isso?' – depois de usar o simulador, eles ficam mais acessíveis”, explica.

Loading...

Para Sandra Sunny, esta experiência ajuda os homens a perceber quão debilitante são as dores menstruais – algo que as mulheres passam mensalmente durante vários anos. “Para eles é uma máquina que se pode parar, mas nós não conseguimos”, remata.

Como funciona o simulador?

O aparelho é composto por dois cabos que são ligados à região abdominal, podendo ser utilizado por duas pessoas em simultâneo. Tem ainda um comando que regula a intensidade, podendo o nível da dor ir de um a 10.

A experiência tem demonstrado que a reação entre as mulheres e os homens é completamente diferente: enquanto as mulheres mal reagem à dor, os homens queixam-se e contorcem-se, havendo mesmo quem peça para parar a experiência antecipadamente.

As mulheres nem sequer vacilam no [nível] nove, enquanto os homens acham difícil passar do quatro – mesmo que o simulador transmita apenas 10% da dor real”, diz Arkhil Manuel, coordenador da campanha Cup of Life e secretário-adjunto da sucursal local da Associação Indiana Médica, citado pela BBC.

Não é a primeira vez que os simuladores de dores menstruais são utilizados para encorajar conversas sobre a saúde feminina. Em julho, uma empresa norte-americana encorajou homens a experimentar um simulador semelhante para motivar empatia para com as mulheres.

Além de desmitificar o tema da menstruação, a iniciativa Cup of Life pretende também distribuir de forma gratuita copos menstruais às mulheres indianas. O projeto, que teve inicio há quatro meses, já distribui mais de 100 mil copos menstruais, o que representa um recorde mundial.

Últimas Notícias
Mais Vistos