Mundo

Saúde de Isabel II obriga a mudar local onde será indigitado o próximo líder britânico

Saúde de Isabel II obriga a mudar local onde será indigitado o próximo líder britânico
WPA Pool
Sucessor de Boris Johnson será anunciado na segunda-feira, dia em que será indigitado.

A rainha britânica Isabel II vai receber a demissão de Boris Johnson e indigitar o novo primeiro-ministro no palácio de castelo de Balmoral, na Escócia, anunciou uma fonte da família real.

A ministra dos Negócios Estrangeiros Liz Truss e o antigo ministro das Finanças Rishi Sunak são os finalistas da eleição para a liderança do Partido Conservador que termina na sexta-feira e cujo vencedor será anunciado na segunda-feira.

De acordo com a tradição, Boris Johnson deverá demitir-se na terça-feira e o sucessor indigitado pela monarca no mesmo dia para que forme um novo governo.

No passado, estas formalidades eram cumpridas no Palácio de Buckingham, em Londres, a curta distância do Parlamento em Westminster, e da residência oficial do primeiro-ministro, em Downing Street.

Porém, os problemas de saúde da monarca de 96 anos, que se tem queixado de problemas de mobilidade, levaram a esta solução. Significa que Johnson e o vencedor terão de fazer uma viagem de ida e volta de cerca de 1.600 quilómetros entre Balmoral, no norte da Escócia, e Londres.

A nomeação de novos primeiros-ministros é um dos principais deveres constitucionais da rainha, o que aconteceu sempre em Buckingham nos 70 anos de reinado.

Últimas Notícias