Mundo

Várias espécies de tubarão mergulham a mais de mil metros de profundidade

Loading...
Investigadores portugueses procuram perceber qual a razão para este comportamento.

Um estudo recente mostra que 13 espécies de tubarões mergulham a mais de mil metros de profundidade. Investigadores portugueses tentam perceber porque vão tão fundo estes predadores do oceano.

Os dados são fornecidos através de transmissores que são colocados nos tubarões ou nas raias. Do pacífico ao Índico, do Ártico ao Caribe, toda a informação do aparelhos foi agora reunida. O objetivo é conhecer melhor o comportamento de 38 espécies.

As primeiras conclusões mostram diferentes comportamentos durante as 24 horas de um dia. No porquê deste comportamento de mergulho surgem várias hipóteses: desde estratégias para aquecerem ou arrefecerem o corpo a movimentos de caça ou até mesmo de fuga a predadores.

O mergulho mais fundo registado foi então de um tubarão baleia que foi até 1896 metros de profundidade. Verificou-se também que é ao nascer e ao pôr do sol que estas viagens verticais mais se realizam.

O estudo mostrou ainda que 26 das 38 espécies de tubarões e raias passam mais de 95% do tempo a menos de 250 metros de profundidade – uma perigosa zona de contacto com o homem.

Últimas Notícias
Mais Vistos