Mundo

Putin confirma reunião com Xi Jinping na próxima semana

Vladimir Putin, Presidente da Rússia
Vladimir Putin, Presidente da Rússia
Contributor
O encontro entre o Presidente russo e o líder chinês irá acontecer no Uzbequistão.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, confirmou esta quarta-feira os planos para se encontrar na próxima semana com o seu homólogo chinês, Xi Jinping, durante a cimeira da Organização de Cooperação de Xangai (OCX), a realizar em Samarcanda, no Uzbequistão.

"Com o Presidente Xi Jinping irei reunir em breve, espero, em Samarcanda, Uzbequistão, no âmbito dos eventos relacionados com a OCX", disse Putin, após um encontro com o presidente do Comité Permanente da Assembleia Popular Nacional (ANP, Parlamento chinês), Li Zhanshu, citado num comunicado do Kremlin (Presidência russa).

A cimeira da OCX, que decorrerá nos próximos dias 15 e 16 de setembro, será a primeira em formato presencial desde o início da pandemia de covid-19.

Também se tratará da primeira viagem de Xi Jinping ao estrangeiro desde o início da pandemia e o primeiro encontro com Putin com o seu homólogo chinês desde a intervenção militar russa na Ucrânia.

Três semanas antes de lançar a ofensiva militar contra a Ucrânia, que teve início a 24 de fevereiro passado, Putin viajou até Pequim, tendo os dois líderes proclamado uma "nova era" nas relações bilaterais.

Embora Pequim se tenha oposto às sanções ocidentais contra Moscovo após a intervenção militar russa na Ucrânia, Xi Jinping insistiu que as relações com a Rússia são de "parceria estratégica" e que "não representam uma aliança".

Esta quarta-feira, no encontro com Li Zhanshu, segundo precisou a nota informativa do Kremlin, o Presidente russo pediu-lhe que transmitisse "saudações" e "os melhores votos ao bom amigo" Xi Jinping, desejando "sucesso" para os trabalhos do 20.º Congresso do Partido Comunista da China (PCC), que arranca a 16 de outubro.

A reunião deste ano deve atribuir ao atual secretário-geral, Xi Jinping, um terceiro mandato, quebrando com a tradição política das últimas décadas.

Segundo a Presidência russa, Putin destacou ainda o "desenvolvimento bem-sucedido" da parceria estratégica entre os dois países e lembrou que o volume de comércio entre a Rússia e a China cresceu 30% no primeiro semestre do ano.

Putin avança que o comércio bilateral aumentou 36% em 2021, para 140.000 milhões de dólares (140.750 milhões de euros).

"Provavelmente, em breve, chegaremos a 200.000 milhões de dólares (201.070 milhões de euros), como desejamos", acrescentou o Presidente russo.

Últimas Notícias
Mais Vistos