Mundo

Agência espacial japonesa ordena autodestruição de foguetão por falha após descolagem

O foguetã Epsilon da JAXA a descolar a 12 de outubro de 2022 do Centro Espacial Uchinoura em Kagoshima, Japão.
O foguetã Epsilon da JAXA a descolar a 12 de outubro de 2022 do Centro Espacial Uchinoura em Kagoshima, Japão.
KYODO

Voo teve de ser abortado seis minutos após a descolagem, refere a JAXA.

A agência espacial japonesa Jaxa anunciou hoje ter ordenado a autodestruição de um foguetão com oito satélites a bordo por falhas após a descolagem, a primeira falha registada em lançamentos desde 2003.

"O foguetão não pode continuar um voo seguro devido ao perigo que representaria se caísse no solo", disse um funcionário da Jaxa à cadeia japonesa TBS.

Por isso, foi enviado um sinal para destruir o foguetão, acrescentou, sem referir a causa do problema.

Este foi o sexto lançamento de um foguetão Epsilon, um modelo de combustível sólido cujos voos não tripulados começaram em 2013.

A agência interrompeu a transmissão 'online' em direto do lançamento do Epsilon-6, a partir do centro espacial Uchinura, em Kagoshima, no sudoeste do Japão, sem dar inicialmente uma explicação.

O foguetão, com 26 metros de altura e 95 toneladas de peso, é mais pequeno do que o anterior modelo japonês de combustível líquido, e sucedeu ao anterior lançador de combustível sólido "M-V", desmantelado em 2006 devido aos custos elevados.

Últimas Notícias